Cape Epic. O duelo repete-se

Avancini e Fumic confirmaram a sua participação, com o objetivo de tentar ganhar aos favoritos: Schurter e Forster.
Carlos Pinto
Cape Epic. O duelo repete-se
Cape Epic. O duelo repete-se

Após as dúvidas iniciais, ao tratar-se de um ano olímpico, finalmente Nino Schurter anunciou no final de novembro que irá participar na Cape Epic, com o objetivo de revalidar a vitória juntamente com o seu colega de equipa Lars Forster.

Agora foi a vez dos seus grandes rivais em 2019 aceitarem o repto, tendo já confirmado a sua participação em 2020. De facto, o duelo na edição passada entre a equipa Scott SRAM e a Cannondale Factory Racing de Henrique Avancini e Manuel Fumic marcou toda a competição e este ano a dupla brasileira/alemã procura a desforra. Ao mesmo tempo, pretendem completar um ciclo de crescimento que já lhes valeu o terceiro lugar em 2018 e o segundo em 2019. Cape Epic. O duelo repete-se

A dupla da Cannondale acumula uma grande experiência nesta prova sul-africana: em 2016 foram quartos classificados e quintos em 2017. Estiveram sempre nos primeiros lugares e apenas as equipas de Schurter e de Kulhavy conseguiram mantê-los afastados da vitória.

Lembramos também que Avancini e Fumic eram apontados como favoritos à vitória final na Brasil Ride, prova organizada por Mário Roma, mas foi a dupla composta por Tiago Ferreira/Hans Becking a dominar a competição.

Quanto a Nino Schurter, a revista portuguesa BIKE entrevistou-o recentemente e nessa entrevista o suíço referiu que irá abordar o Cape Epic de maneira diferente este ano. Poderás ler esta entrevista em exclusivo na próxima edição da revista, que estará nas bancas em fevereiro.