Publicidade

Especial pais e mães: 8 truques para não deixar de andar de bicicleta

Todos os dias ouvimos dizer que ser pai ou mãe muda a nossa vida por completo. Isto não deixa de ser verdade, mas também não quer dizer que temos de largar a bicicleta e até a podemos conciliar com os nossos filhos. Aqui ficam algumas dicas.
www.mountainbikes.pt -
Especial pais e mães: 8 truques para não deixar de andar de bicicleta
Especial pais e mães: 8 truques para não deixar de andar de bicicleta

1> Assumir. O primeiro passo que devemos dar é assumir que o nosso nível de forma vai diminuir por muita raiva que isso nos dê. Devemos pensar que ao longo da nossa vida haverá épocas em que poderemos estar boa forma e outras nas quais estaremos pior. Nesta fase estaremos em baixo de forma e devemos assumir isso com naturalidade.

2> Partilha os teus planos e objetivos. Se fores organizado, conseguirás continuar a andar de bicicleta com alguma frequência. Para tal, é fundamental partilhar com a(o) tua(teu) parceira(o) os teus planos e o que supõem em termos de objetivos. Podem ser somente participar numa maratona ou volta por etapas. Nestes casos, deve-se partilhar o que é que envolve participar nessa prova em termos de treino prévio e gastos (de tempo e dinheiro). 

3> Deslocamentos em bicicleta. Apesar de não teres pensado nisso, pode eventualmente ser possível ires para o trabalho de bicicleta em vez de carro ou transporte público sem que isso envolva gastar muito mais tempo. Isto poderá ajudar-te a incrementar o número de horas que passas em cima da bicicleta durante a semana e assim compensar com menos saídas para treinar. 

4> O peso à distância. Como sabemos, para subir rápido precisamos de duas coisas: watts e pesar pouco. Se assumimos que a partir de agora vamos mover menos watts (por estarmos em baixo de forma), convém pelo menos não ganhar peso extra. 

5> Quem madruga… Um recurso muito utilizado por pais e mães é pedalar na madrugada. Apesar de custar um pouco ao início, garantimos-te que quando finalizares a volta verás que mereceu a pena. Além disso, ganhas o direito a tomar o pequeno almoço duas vezes se a volta não for muito longa. Nestes casos, recomendamos um pequeno almoço muito ligeiro para não teres problemas de estômago e comer algo durante a volta de bicicleta para compensar o facto de termos comido pouco de manhã. Um pequeno almoço leve pode ser uma fruta e um café, uma torrada ou cereais. 

6> Aproveitar as deslocações familiares. Um clássico que seguramente muitos de vocês já fazem é aproveitar uma deslocação de fim de semana para fazer uma parte da mesma em bicicleta. Se a(o) nossa(o) parceira(o) conduz, podemos levar a roupa de ciclismo vestida e pedir que nos deixe a alguns quilómetros do destino final para podermos fazer essa parte restante de bicicleta. 

7> Podes tornar-te um corredor. Se as tuas saídas de bicicleta são cada vez mais curtas, uma forma prática de não perder a tua condição aeróbica é correr, o que normalmente é o que a maioria das pessoas fazem. A única premissa é ser muito progressivo com a intensidade e a duração das corridas. 

8> Mais intensidade. Se a duração das nossas voltas é cada vez menor, podes tirar partido das mesmas a uma intensidade mais elevada. Desta forma, uma volta curta mas intensa pode-nos pôr em forma tal e qual uma mais longa mas mais lenta. 

 

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.