Publicidade

A velocidade: o teu pior inimigo numa maratona

Conselhos para enfrentares uma maratona quando não estás seguro de que a vais conseguir acabar.
www.mountainbikes.pt -
A velocidade: o teu pior inimigo numa maratona
A velocidade: o teu pior inimigo numa maratona

Os teus amigos "picaram-te" de tal forma que te convenceram a participar numa maratona de 75 km, mas nunca passaste dos 50 km anteriormente e agora estás com dúvidas se vais aguentar? Estás com receio de ficar sem forças e não conseguir acabar? 

Nestes casos, dizemos sempre que o que mata é a velocidade. Quanto participamos numa maratona que é mais dura do que aquilo a que estamos habituados, o truque é gerir muito bem a energia, já que esta é limitada. A energia que temos nas pernas devemos poupá-la ao máximo para chegar à meta precisamente quando estivermos a chegar ao fim do depósito. Conseguiremos fazer isto se enfrentarmos as subidas com calma e procurando um ritmo que nos pareça fácil. Devemos gastar o mínimo com a ideia de reservarmos forças para o final. Por mais devagar que nos pareça que vamos ao início, isso vai compensar-nos quando chegarmos aos últimos quilómetros, todavia com força e energia sem sofrer das temíveis cãibras.  

Devemos centrar-nos nas nossas sensações, em especial, o ritmo da nossa respiração, já que é um bom indicador da intensidade a que vamos. Se notamos que nos custa falar é porque estamos a ir demasiado rápido. Quando estivermos em zonas planas e se forem zonas fáceis, poderás ir na roda de algum grupo, já que ao protegeres-te do vento sempre poupas energia e custará menos a pedalar. E em descida, não vale a pena pedalar se vais a mais de 35-40 km/h. É melhor deixares-te ir. É também importante que no dia prévio da maratona aumentes o consumo de hidratos de carbono na dieta, ou seja, come massa, arroz ou batatas assadas em boa quantidade. Para além disso, o pequeno almoço do dia da prova deve ser à base de cereais ou pão, pelo menos duas horas antes da partida. Durante a prova, deves comer algo a cada 45-60 minutos. Os alimentos mais recomendáveis em prova são aqueles que nos fornecem hidratos de carbono, como frutas, chocolate, barras proteícas, geis, sanduíches, etc. Escolhe bem e opta sempre por algo que gostes. Por último, a bebida. Deves beber em função do que o teu corpo te pede. Como é lógico, quanto mais calor fizer, mais tens de beber. As bebidas desportivas são recomendáveis pela sua composição específica para o desporto. Seguindo estas recomendações seguramente irás acabar a maratona com boas sensações e com vontade de repetir. 

 

 

 

 

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.