Publicidade

Repara um furo num pneu tubeless em 30 segundos

30 segundos bastam para reparar um furo ou pequeno corte num pneu tubeless. E se tiveres um kit específico, é ainda mais rápido e fácil.
Iván Mateos // FOTOS: Alejandro Cubino -
Repara um furo num pneu tubeless em 30 segundos
Repara um furo num pneu tubeless em 30 segundos

 

Se és leitor da revista BIKE portuguesa, certamente já leste inúmeras vezes as nossas recomendações. Somos fãs do sistema Tubeless e se este for bem utilizado (com líquido selante e com a pressão recomendada), garantidamente terás muito menos furos do que se não o utilizares. Com sorte, até pode esgotar a vida útil do pneu sem que este fure. Bem, na verdade ele irá furar, mas não irás notar pois o líquido irá de imediato tapar o furo. Contudo, e se o orifício for demasiado grande e o líquido não for capaz de o selar? Isto pode acontecer, por exemplo, se trilhares o pneu no aro, se deres uma pancada forte numa pedra, etc. Nestes casos, não resta outra opção a não ser montar uma câmara de ar ou reparar o Tubeless. 

 

FERRAMENTAS

1. Botija de CO2 ou bomba: Neste caso usamos uma botija e aplicador da Genuine Innovations Hammerhead, que custa 17,90€. 
2. Kit de reparação para tubeless. Vamos utilizar um Genuine innovations Tubeless Tackle Kit (17,90€) mas um que utilize tacos.
3. Desmontas. Caso seja preciso desmontar o pneu.  
4. Câmara de ar. Este é o último recurso para continuar a utilizar o pneu, caso o corte seja difícil de selar. 

PASSO A PASSO

1. Localiza o corte ou furo. Se tiver saído líquido, será fácil encontrá-lo. 

2. Sem medo, introduz o aplicador do kit Tubeless, mas sem o taco. O objetivo é alargar suficientemente o buraco para que seja possível introduzir o taco.  

3. Pega num dos tacos. Estes tacos são formados por um pedaço de cordel impregnado com uma espécie de borracha autovulcanizante, muito adesiva. Tenta não tocar-lhe muito, sobretudo se tiveres as luvas sujas ou com pó, para não danificar as suas propriedades. Existem tacos de diferentes grossuras para tapar diferentes tamanhos de cortes ou furos.  

4. Passa o taco pela ranhura do olhal do aplicador. Não é uma operação simples, pois o taco tem muita cola, mas com paciência verás que consegues. Introduz até metade do taco.  

5. Agora presta atenção a este passo que, aparentemente difícil, até é bastante fácil se o pneu tiver alguma pressão: introduz o aplicador no furo. Deves empurrar com força, pois a agulha e o taco vão ter de passar por um buraco fino. Não o metas todo dentro do pneu, pois o objetivo é deixar parte do taco visível (e fazer a sua função, que é selar). 

6. Deixa o taco assim, com metade de fora e a outra metade dentro do pneu. Extrai o aplicador lentamente e com cuidado e verás que o taco ficará colado e selará o furo. 

7. O líquido selante que está dentro do pneu fará o resto do trabalho. Roda o pneu de forma a que o furo fique na parte de baixo, desse modo o líquido irá atuar nessa zona, consolidando o processo.  

8. Provavelmente será necessário colocar mais líquido selante, pois uma parte pode ter saído no furo. O melhor é introduzi-lo pela válvula, desmontando o obús.

9. Se não substituis o líquido há algum tempo, convém colocares a quantidade recomendada pelos fabricantes. Se ainda tiveres líquido recente, 50 ml podem ser suficientes. 

 

10. Após montares novamente o obús, enche o pneu.  

11. E não te esqueças de apertar a válvula à mão. 

12. Não é um passo imprescindível, mas podes cortar o que sobrou do taco (um par de milímetros). 

 

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.