Publicidade

João Rodrigues é o grande vencedor da Volta

Num emocionante contrarrelógio individual de 19,5 km entre Gaia e Porto, João Rodrigues foi o mais rápido e assim sagrou-se vencedor desta edição da Volta.
Ciclismo a fundo -
João Rodrigues é o grande vencedor da Volta
João Rodrigues é o grande vencedor da Volta 2019

O contrarrelógio de hoje fechou com chave de ouro uma edição da Volta a Portugal que só se decidiu na reta final. Não é inédito que assim aconteça, mas na história da Volta, nunca dois corredores tinham saído para a derradeira etapa empatados na liderança. Inédito foi também o fato de, desde que a Volta faz parte do calendário internacional, todas as classificações terem ficado nas mãos de corredores lusos:

Camisola amarela/Santander, vencedor da Volta a Portugal - João Rodrigues (W52-FC Porto)

Camisola verde/Rubis Gás, vencedor da Classificação por Pontos - Daniel Mestre (W52-FC Porto)

Camisola azul/Liberty Seguros, vencedor do Prémio da Montanha - Luís Gomes (Radio Popular-Boavista)

Camisola branca/Jogos Santa Casa, vencedor da Juventude - Emanuel Duarte (LA Alumínios-LA Sports)

Vencedor do Combinado - João Rodrigues (W52-FC Porto)

Vencedor coletivo - W52-Porto.

Rodrigues voador

Sabia-se à partida que a luta para a vitória à geral estaria sobretudo nas mãos de João Rodrigues e Jóni Brandão, apesar de os 40 segundos de atraso de Gustavo Veloso não serem, de todo, um impedimento para o atleta da W52-FC Porto disputar o título.

Conforme é normal nos contrarrelógios, a partida foi sendo dada pelo fundo da tabela classificativa, por isso teríamos de esperar até à saída dos últimos três corredores para saber quem iria levar para casa o apetecido troféu.

João Rodrigues, com um ritmo muito forte, não só viria a superiorizar-se ao seu rival direto como venceria o contrarrelógio, com o tempo de 27m31s. Jóni Brandão terminou pouco depois, com 26s de atraso em relação a Rodrigues e apesar de terminar em terceiro da etapa acabaria por segurar o segundo à geral, o que já tinha acontecido em 2015 e o ano passado.

Vencedor da etapa de ontem, António Carvalho foi o segundo melhor no contrarrelógio a apenas 15 segundos do vencedor. 

Em termos de equipas, vitória clara da W52-FC Porto, que colocou 4 atletas no top 5 da geral.

1.º João Rodrigues (W52-FC Porto)

2.º Jóni Brandão (Efapel)

3.º Gustavo Veloso (W52-FC Porto)

4.º António Carvalho (W52-FC Porto)

5.º Edgar Pinto (W52-FC Porto)

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.