Publicidade

Telmo Pinão encerra Taça do Mundo entre os dez melhores

O fecho da Taça do Mundo de Paraciclismo ficou assinalado pelo nono lugar de Telmo Pinão (Equipa Portugal) na corrida C2. A correr a título individual Bernardo Vieira foi sexto em C1 e João Monteiro, 14.º, na corrida C2.
FPC -
Telmo Pinão encerra Taça do Mundo entre os dez melhores
Telmo Pinão encerra Taça do Mundo entre os dez melhores

Telmo Pinão foi nono classificado na corrida de fundo (Classe C2) da Taça do Mundo de Paraciclismo. No seletivo circuito de Corridonia, Itália, Pinão, em representação da Seleção Nacional, soube superar a contrariedade de uma queda na parte inicial para terminar a corrida de 54,6 quilómetros no nono lugar, cumprindo o objetivo de terminar nos dez primeiros, somando pontos para Portugal no ranking das nações. O triunfo na mais concorrida prova do dia foi pertença do canadiano Tristen Chernove, que cumpriu o percurso à média de 32,9 km/h. A classe C2 é destinada a corredores capazes de competir numa bicicleta standard. Pinão cruzou o risco de meta com 6m56s de atraso face ao vencedor. 

Por sua vez, a correr a título individual, Bernardo Vieira, em C1, alcançou o sexto lugar. Cumprindo as seis voltas do circuito, totalizando 54,6 quilómetros, Vieira cedeu 13m05s para o vencedor, o espanhol Ricardo Ten Argiles. João Monteiro, na corrida C4, com mais quilometragem (72,8 km correspondentes a oito voltas) foi 14.º e último classificado, num desempenho fortemente condicionado por uma queda. 

"Faço um balanço positivo da nossa participação com diversos lugares entre os dez primeiros, um dos nossos objetivos estabelecidos à partida. Neste último dia de competições, o Telmo [Pinão] esteve com os melhores, superando uma queda que o deixou bastante atrasado. O Bernardo Vieira surpreendeu pela positiva com o sexto lugar e o João Monteiro deu mostras de perseverança ao terminar a corrida após queda", avaliou José Marques, seleccionador nacional.

O paraciclismo português retoma, na próxima semana, a Taça do Mundo, com a disputa da segunda ronda, em Ostende, na Bélgica. A comitiva portuguesa, além da Seleção Nacional, numa prova com um perfil mais plano, será reforçada com a presença de diversos corredores a título individual.

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.