Publicidade

Seleção de sub-23 nos Camarões a pensar na Volta a França do Futuro

A Equipa Portugal participa, de 4 a 9 de fevereiro, no Tour de l’Espoir, prova da Taça das Nações de Sub-23 que se realiza nos Camarões e que é a primeira oportunidade de somar pontos tendo em vista a qualificação para a Volta a França do Futuro.
FPC -
Seleção de sub-23 nos Camarões a pensar na Volta a França do Futuro
Seleção de sub-23 nos Camarões a pensar na Volta a França do Futuro

 

Portugal é a única seleção europeia presente, mas vai encontrar forte oposição das equipas nacionais africanas, mais adaptadas ao clima e com alguns corredores já rodados na Tropicale Amissa Bongo.

Para a estreia dos portugueses na época de 2019, José Poeira convocou Francisco Campos e Jorge Magalhães (W52-FC Porto), Gonçalo Carvalho (UC Monaco), Gonçalo Leaça (LA Alumínios-LA Sport), Miguel Salgueiro (Sicasal/Constantinos) e Pedro Miguel Lopes (UD Oliveirense-InOutBuild).

A prova terá cinco etapas e um dia de descanso. Começa, na segunda-feira, com um contrarrelógio por equipas de 18,8 quilómetros, em redor de Doula, com início às 13h00 (hora portuguesa). No dia seguinte, Douala recebe também a partida e a chegada da segunda etapa, que tem 101,2 quilómetros, e parece talhada para sprinters.

A terceira tirada, na quarta-feira, é a etapa-rainha, apesar de contar apenas 66,8 quilómetros, entre Nkongsamba e Dschang. A 6800 metros da meta está colocado um prémio de montanha, que resulta de uma subida de 9,3 quilómetros a 7,6 por cento de inclinação média.

Após a jornada montanhosa que se adivinha determinante para acertar as contas da geral, até então, certamente marcadas pelo contrarrelógio coletivo, o pelotão beneficia de um dia de descanso. A quarta etapa chega no dia 8 de fevereiro, ligando Ngoulemakong a Yaoundé, através de um percurso de 106,9 quilómetros, que começa a ser percorrido às 9h00.

O Tour de l’Espoir fecha com uma etapa a disputar num circuito de sobe e desce, em Yanoundé, totalizando 100,5 quilómetros, a disputar desde as 9h00.

“Queremos conquistar o maior número de pontos possível, para isso teremos de estar na discussão das etapas e da classificação geral e é essa a nossa ambição para esta corrida”, afirma José Poeira.

 

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.