Publicidade

Nova liderança na “Alentejana”

O britânico Gabriel Cullaigh (Team Wiggins Lecol) voltou a erguer os braços e a levar os punhos ao peito na “Alentejana”. Depois de, na edição anterior ter vencido duas etapas, o jovem de 22 anos foi superior no sprint alongado em Mora e conquistou a liderança da 37ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola. Nesta chegada novamente inclinada, Luís Mendonça (Radio Popular/Boavista) fez segundo e Rafael Silva (Efapel) foi terceiro.
PODIUM -
Nova liderança na “Alentejana”
Nova liderança na “Alentejana”

Nas contas finais, além de um novo comandante, há a destacar o regresso do melhor português, Mendonça, à vice-liderança em troca com o espanhol Vicente Garcia de Mateus (Aviludo-Louletano). 

Dois em um

Depois de três dias de competição, o fim-de-semana começa com uma etapa dupla que na verdade são duas. Em Ponte de Sor, que regressa ao convívio da “Alentejana” após 26 anos de ausência, o dia começa com uma etapa relativamente pequena, mas com a exigência de duas montanhas, uma de 4ª categoria no Crato e a 5,4 km da meta uma contagem de 2ª categoria no Cabeço do Mouro. Antes da chegada a Portalegre, perto das 12h20, os corredores ainda têm a Meta Volante de Alter do Chão.     

O sábado tem no período da tarde o contrarrelógio de Castelo de Vide. A pitoresca vila vai proporcionar uma muito decisiva luta contra o cronómetro de 8,4 km. À semelhança de 2018, o percurso deste exercício individual vai ascender à Ermida da Sr.ª da Penha, na Serra de S. Paulo, para terminar junto ao Parque João José da Luz, no centro urbano.

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.