Publicidade

Exclusivo: BH Ultimate Proto 2020

A BH Ultimate Proto de 2020 tem estado nas bocas do povo, pois está a ser testada na Taça do Mundo por Carlos Coloma. Nós já a vimos, em exclusivo nacional.
Julio Vicioso // Fotos: César Cabrera -
Exclusivo: BH Ultimate Proto 2020
Exclusivo: BH Ultimate Proto 2020

Embora as bicicletas de suspensão total sejam as protagonistas em algumas das provas da Taça do Mundo, há sempre espaço para as rígidas, como esta BH Ultimate que será colocada à venda no próximo mês de setembro. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

A nova BH Ultimate mudou significativamente face à versão anterior. O triângulo traseiro foi encurtado e a parte dianteira foi alongada. O reach tem agora 18 mm, estando a Ultimate desenhada para usar avanços com cerca de 60 ou 70 mm, pois o ângulo de direção foi retocado. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

O tubo vertical rodeia o perfil da roda traseira, fazendo com que as escoras sejam muito curtas, tendo somente 420 mm. Coloma é um dos atletas que compete na Taça do Mundo com a marca portuguesa de rodas Prototype.

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

A BH Ultimate na sua versão Proto é bastante compacta e o peso do quadro no tamanho M ronda os 830 gramas. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

O espaço de manobra do pneu traseiro é bastante amplo e permite a montagem de pneus com balão elevado. Todo o trabalho realizado no quadro implicou uma redução de peso de 100 gramas face à versão anterior. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

O tubo do selim tem 27,2 mm de diâmetro, para maior leveza e destina-se ao uso de espigões rígidos, algo que é habitual numa bicicleta de pura competição como esta. Todavia podem ser montados espigões telescópicos nesta medida, aliás o quadro vem preparado para a cablagem interna. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

Na parte dianteira, a testa da direção mantém o dístico que identifica os quadros BH de fibra de carbono. Os filamentos de carbono foram estrategicamente colocados de modo a dotá-la de uma grande solidez frontal e assim melhorar a precisão da direção. A marca usa uma caixa de direção da Across com limitação da rotação, para evitar possíveis danos no quadro. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

A entrada dos cabos da transmissão na direção, no caso da bicicleta de Carlos Coloma, não existe, pois o atleta espanhol utiliza a transmissão sem fios SRAM AXS. Mas na versão que estará à venda existirá a furação em zonas estratégicas. 

Carlos Coloma: BH Ultimate Proto 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para facilitar e melhorar a navegação, mostrar conteúdo relacionado às suas preferências e coletar informações estatísticas. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita seu uso. Mais informação.